Notícias

Grupo de Mulheres de Porto Alegre recebe Associação de Vista Alegre

Eram 7 horas da manhã do dia 16 de Dezembro e o grupo de Mulheres de Porto Alegre Trabá só cá dá tê(¹) reunia-se alegremente ao redor dos tachos e temperos coloridos. Finalmente, tinha chegado o dia tão ansiado e preparado há meses.

Continuar...

Vaga Coordenador(a) de Projetos

A ONGD - para o Desenvolvimento (LD) procura, para colaborar no Programa de Desenvolvimento Comunitário na Caparica e Pragal, em Almada, um(a) Coordenador(a) de Projetos que será responsável pela coordenação e gestão dos projetos do referido Programa, incluindo a coordenação e supervisão da equipa de terreno.

Continuar...

2018 arranca de forma especial para o Grupo Comunitário do Bairro da Graça

Para o Grupo Comunitário do Bairro da Graça o ano de 2017 terminou em festa, já sabido o tanto que o início de 2018 traria.

Foi no passado dia 3 de janeiro que chegou a Benguela o Professor Doutor Rogério Roque Amaro, professor do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, para acompanhar os trabalhos do Grupo Comunitário.

Continuar...

Espaço Criança: o ano terminou a pular, escorregar e voar!

Foi com toda a pompa e circunstância que as crianças que ao longo do último ano frequentaram o Espaço Criança (EC), um centro de ocupação de tempos livres no Bairro da Graça em Benguela, encerraram o ano! O passado dia 23 de novembro foi um dia que certamente ficará na memória destas crianças. Este foi um dia diferente: o dia de ir ao Parque Infantil da Catumbela.

Continuar...

Teatro Viriato no Bairro da Boa Morte

No âmbito do apoio da Fundação Calouste Gulbenkian num projeto piloto de promoção do Tchiloli enquanto resposta de Indústria Criativa, o Teatro Viriato de Viseu, fez-se representar por Graeme Pulleyn, encenador e Ricardo Machado, coreógrafo, de 12 a 19 de dezembro na Cidade de São Tomé, mais propriamente no Bairro da Boa Morte para uma semana de diagnóstico.

Continuar...

Entrega de certificados de formação às mulheres de Porto Alegre

Foi com grande alegria e satisfação que as mulheres do grupo Trabá só cá dá tê ("Só quem trabalha tem", em forro santomense) receberam os certificados das formações que frequentaram ao longo do ano, em áreas tão distintas como a costura, renda/crochet, produção de sabão artesanal e fabrico de bolo pintado.

Continuar...