Notícias

Campos de Férias da Graça chegam a mais crianças

O Espaço Criança promoveu, durante a última pausa lectiva, Campos de Férias para aproximadamente 200 crianças dos Bairros da Graça e do Calomburaco. Estas atividades foram dinamizadas por jovens monitores que, em regime de voluntariado, animaram e acompanharam as crianças dos 5 aos 12 anos durante as suas férias, realizando atividades lúdicas e pedagógicas. Os Campos de Férias acontecem no Bairro na Graça desde 2010, tendo sido esta já a sua 13ª edição. Perante o sucesso de tantas edições, decidiu alargar-se a abrangência desta atividade levando-a também ao Bairro do Calomburaco, limítrofe ao Bairro da Graça para poder beneficiar mais crianças.

Agostinho Chiquito, um dos directores da Comissão Organizadora e Coordenador Pedagógico do Espaço Criança, faz o balanço destes dois campos:

“Se queremos progredir, não devemos repetir a história, mas fazer uma nova história.” (Ghandi). Motivados por essa frase, decidimos fazer uma nova experiência no Bairro do Calomburaco, num lugar onde a população desconhece as nossas atividades, e com isso veio a necessidade de criar-se uma nova rede de patrocínios e apoios locais. Inúmeras dificuldades surgiram, tanto na fase de planeamento, quanto na fase da execução, mas que apesar de tudo conseguimos alcançar 80% dos objetivos traçados. As entidades tradicionais e os habitantes do bairro receberam-nos de braços abertos e apoiaram-nos a resolver todas as dificuldades que fomos encontrando. O balanço é positivo, por isso vamos continuar com os Campos de Férias no Bairro do Calomburaco, começando já a sonhar com a implementação dos campos noutros locais."

Campo de Ferias do Calomburaco

Reforçou que "O Campo de Férias da Graça foi fácil de planear, mas muito difícil de executar. A falta de alguns materiais e bens nas entidades patrocinadoras, causaram algumas dificuldades na fase da execução, mas graças a Deus e com a ajuda incansável de muitos conseguimos realizar mais uma vez, um dos melhores Campos de Férias da Graça. À medida que os campos vão se realizando, tornamo-nos cada vez mais seguros e autónomos, e isto notou-se nestes últimos que foram realizados. Os monitores mostraram-se bem preparados para lidar com as crianças que, pelos seus sorrisos, nos comprovaram que esta é uma actividade a manter. Agradeço a Deus por ter-me dado o prazer e o privilégio de poder trabalhar ao lado de pessoas maravilhosas, aos monitores muito por essa força e vontade. A vós Leigos para o Desenvolvimento, muito obrigado pelo apoio e pela ajuda incondicional.
Nda pandula tchalwa (muito obrigado)! Tu lombeliko (rezem por nós)."

Campo Ferias Graca 2017