Notícias

Intercâmbio entre mulheres de Porto Alegre e Vista Alegre

No passado dia 16 de setembro deu-se mais um passo no Plano de Desenvolvimento Multidimensional (PDM) do Grupo de Mulheres Trabá só cá dá tê ("Só quem trabalha tem", em forro são tomense). Catorze mulheres do grupo participaram numa visita de intercâmbio à roça Vista Alegre para partilha de experiências com a Associação de Mulheres desta roça.

Esta associação, surgiu no âmbito de um projeto de desenvolvimento sociocomunitário, promovido pela Santa Casa da Misericórdia de São Tomé, é um exemplo de empreendedorismo feminino e de promoção do papel da mulher. Entre as suas atividades, destacam-se a transformação de recursos naturais e a sua comercialização. Alguns exemplos são a secagem de banana ou o aproveitamento da corda da bananeira (camada seca do tronco da bananeira) para peças de artesanato.

Assim, o programa do dia incluiu uma visita guiada pelas instalações da associação de Vista Alegre, desde a preparação da banana para a secagem até aos secadores, passando pela oficina de produção de artesanato. Durante o percurso da visita, as visitantes conheceram ainda os métodos de trabalho e organização das anfitriãs. Por fim, a visita terminou com um almoço de convívio, com a promessa de continuar a partilha de experiências e de uma visita das mulheres de Vista Alegre às suas congéneres do sul da ilha.

grupo de mulheres nos secadores de banana de vista alegre

Antes de dar por terminado o dia houve ainda tempo para uma visita a Julieta Mota, formadora do módulo de “bolo pintado”, integrante do PDM. Ela deu a conhecer as instalações onde também dá formação de culinária, inserida no programa de formações profissionais dos Leigos para o Desenvolvimento na missão da Boa Morte, na cidade capital de São Tomé.

No decorrer do dia a satisfação das participantes era evidente. Gabi, uma das visitantes, agradeceu a intervenção dos Leigos para o Desenvolvimento desde a formação do grupo e pediu para que os Leigos continuem o trabalho de motivação e incentivo constante que as faz acreditar no seu trabalho sem desanimarem.