Notícias

Nova Missão dos Leigos para o Desenvolvimento em Portugal

Em 2018, decorridos mais de trinta anos de missões em África e Timor-Leste, os Leigos para o Desenvolvimento (LD) vão lançar a sua primeira missão de desenvolvimento em Portugal.
Depois de um prolongado tempo de reflexão e de uma leitura atual da realidade portuguesa, os LD decidiram promover uma experiencia piloto em Portugal de implementação de um programa de desenvolvimento comunitário baseado nos seus pilares chave: voluntariado e gratuidade, simplicidade e espírito de serviço, vida comunitária e espiritualidade inaciana.

A intervenção terá lugar nas freguesias da Caparica e do Pragal, no concelho de Almada, nos bairros abrangidos pela Paróquia de S. Francisco Xavier da Caparica, uma paróquia entregue pela Diocese de Setúbal à responsabilidade da Província Portuguesa da Companhia de Jesus.

A longa experiência de intervenção em missões de longo prazo, em contextos de pobreza e vulnerabilidade social, com frutos relevantes ao nível da capacitação, da sustentabilidade e da transformação social em comunidades, grupos e pessoas, concorreu para a interpelação de replicação da experiência LD na realidade portuguesa. Os apelos e desafios vinham sendo colocados há vários anos e, finalmente, em 2017 foram envidados todos os esforços para tornar real esse sonho.

Caparica Pragal

Depois do convite dirigido aos LD pelo Provincial dos Jesuítas P José Frazão, começaram os trabalhos de diagnóstico no território, a estruturação da intervenção, o estabelecimento de parcerias com a Paróquia e as suas Obras (Centro Social e Paroquial Cristo Rei e Centro Juvenil Padre Amadeu Pinto), a elaboração de candidaturas e mobilização de apoios. Além disso, internamente começaram as reflexões e os processos de tomada de decisão para encontrar o formato adequado à realidade de bairro social em contexto urbano português. Assim, no final de 2017 surgiu a aprovação dos primeiros financiamentos (FAMI – Fundo de Asilo Migração e Integração e uma fundação internacional), em fevereiro a coordenadora de projeto foi recrutada e em abril prevê-se a territorialização dos primeiros 2 voluntários que irão residir num dos bairros.

Para os próximos dois anos, o desafio de fundo será o enraizamento da presença no terreno, passando os LD a ser parte da comunidade local, estabelecendo uma relação de proximidade e confiança com a população e organizações locais. Para isso, está prevista a constituição e dinamização de um Grupo Comunitário, a criação de uma resposta de capacitação e empowerment juvenil e a mobilização de mulheres para a constituição de um grupo e para um processo de desenvolvimento pessoal, profissional e comunitário. São apenas pontos de partida, âncoras que ajudarão a moldar os processos de mudança que a organização ambiciona para estas comunidades. Os LD contam ainda com o MEF – Movimento de Expressão Fotográfica, a associação de campos de férias Gambozinos e o Gabinete de Comunicação da PPCJ para a realização deste trabalho.

O próximo passo é o lançamento da formação para preparar os futuros voluntários que darão continuidade à missão em 2019. Brevemente serão realizadas sessões de apresentação desta nova missão LD, em Lisboa e no Porto, e em abril iniciará o ciclo formativo.

Carmo Fernandes, diretora executiva da organização afirma “O entusiasmo para esta nova missão é grande e estamos conscientes da exigência do desafio. Mas como Santo Inácio nos ensinou, “em tudo Amar e Servir”. É a fórmula que nos move, em África e em Portugal.”

Paroquia Sao Francisco Xavier Caparica