Notícias

Porto Alegre recebe 2ª Edição de Torneio Nacional de Surf

No último fim-de-semana do mês de maio Porto Alegre recebeu o Campeonato Nacional de Surf pelo segundo ano consecutivo. Surfistas vindos de Água Izé, Almas e Santana, deslocaram-se até ao sul da ilha, onde se juntaram aos surfistas da casa, para o I Torneio Nacional de Surf e Bodyboard de 2018. Este foi o I Torneio de um conjunto de 3, onde o surfista com a melhor prestação nos 3 torneios irá representar São Tomé e Príncipe nos Jogos de África de 2019, em Cabo Verde.

Este torneio foi organizado pelo Grupo de Surf de Porto Alegre, pela Federação de Canoagem e Surf de São Tomé e pelos Leigos para o Desenvolvimento, contando com o apoio da Companhia de Telecomunicações de São Tomé.

O Grupo de Surf de Porto Alegre organizou-se de forma a garantir a alimentação e o alojamento a todos os atletas e a dinamizar todo o encontro, algo avaliado de forma muito positiva por todos os participantes.

Com um total de 35 atltetas a competirem, no surf e bodyboard e com 2 elementos no júri, Edu Guerra, Vice-Presidente da Federação de Canoagem e Surf de São Tomé a par com Luís Oliveira, o primeiro dia do Torneio contou com 2 rondas de surf, com um total de 11 heats, onde o mar ajudou à boa prestação dos surfistas.

1 Torneio Surf PA

No domingo, com menor regularidade de ondas, mas com bons sets, realizou-se a terceira ronda, com 3 heats e a tão esperada final. A equipa da casa conseguiu ter 4 surfistas nesta ronda, num total de 7. Para a final apuraram-se 3 surfistas, 2 de Santana e 1 de Porto Alegre.

Com a praia repleta de apoaintes, com animação do Grupo de Bulaué local, e com um ambiente único, entre o mar e o verde das palmeiras, a final foi disputada com uma grande exibição dos surfistas, e acabou por se sagrar vencedor, o surfista de Santana, Danilk Afonso.

3 Torneio de Surf PA

Ainda domingo realizaram-se também 3 rondas de bodyboard, com a prestação de 8 atletas. Após 2 rondas com muitas ondas e empenho de todos, chegou à final um jovem de Santana e outro de 14 anos de Porto Alegre, Merlender, que competiu todo o torneio com uma prancha de madeira, feita pelo próprio.

Uma final renhida, e com 1 ponto apenas de diferença, o 1º lugar foi para o atleta de Santana, e o 2º lugar entregue ao jovem de Porto Alegre.

No final, o balanço foi bastante positivo, e todos os surfistas estavam satisfeitos pelo realizar de mais um torneio em São Tomé, e de um fim de semana repleto de amizade, convívio e muito surf, e diziam: “agora esperamos pelo campeonato de Setembro”.