Notícias

Sensibilizar para a Educação

O distrito de Cuamba (Niassa, Moçambique) acolheu nos passados dias 3, 4 e 5 de julho um conjunto de encontros, nas Escolas Primárias próximas das Escolinhas Comunitárias do Niassa (ECN), com o objetivo de sensibilizar pais, encarregados de educação e população em geral para a importância da educação e em particular da educação pré-escolar.

Este evento promovido pelas ECN no âmbito do projeto Othukumana II, parceria entre os Leigos para o Desenvolvimento, a Fundação Fé e Cooperação e a diocese de Lichinga, financiado Misereor/Kindermissionwerk, deu a palavra a vários intervenientes locais da educação, como órgãos estatais e professores primários, mas também monitores e supervisores das escolinhas, junto das comunidades, pretendendo com isto aumentar a adesão ao sistema de ensino e educação, promovendo também a existência das ECN.

Rafael Miguel, responsável pela educação do Serviço Distrital de Educação, Juventude e Tecnologia de Cuamba, foi um dos intervenientes e considerou que “é muito importante, promover a educação em eventos assim, junto das pessoas e das comunidades, pois muitos pais nem sempre mandam os seus filhos à escola. Se possível deviam até mandar as crianças para as escolinhas, pois estas crianças saem mais preparadas.” Expressando igualmente palavras de agradecimento aos Leigos para o Desenvolvimento por promoverem a iniciativa.

Por outro lado, Lurdes Leonardo, monitora da Escolinha Comunitária de Cruzamento, diz que “muitas pessoas nem sabem da existência da escolinha ou do que fazemos lá. Nas escolinhas as crianças aprendem brincando, aprendem fazendo. Começam a contar, a dizer as letras, a cantar, a estar na sala de aula e por isso ficam mais preparadas.”

Neste seguimento, também Paulino Paissone, supervisor-geral das ECN, afirma que “a principal função das ECN é promover o ensino de português e macua [dialeto local], algo muito importante para promover a unidade nacional, para que quem saia do Niassa para outras zonas do país possa comunicar em português caso não perceba o dialeto desse sítio.”

Sensibilizacao na EPC de Mitucue. Sr. Paulino a falar

O balanço geral dos participantes foi bastante positivo, tendo existido uma grande adesão e recetividade das comunidades que acolheram este evento que passou em Cruzamento, Mitucué, Cahova, Muheia e Etatara.