Testemunhos

Outra perspectiva

Quando arrancamos com um projeto de desenvolvimento comunitário, quando queremos trabalhar com as pessoas para uma vida melhor, temos de aprender a ver noutra perspetiva. Já não a nossa mas outra. Talvez também não seja apenas o olhar do outro que procuro mas sim um olhar conjunto. Uma perspetiva comum.

Continuar...

Pequenas mudanças que transformam o mundo

Por vezes, trabalhar num país como Moçambique faz-me sentir como se estivesse a tentar esvaziar um oceano com um conta-gotas. Requer paciência, entre muitas outras coisas. Hoje, ainda sinto muitas vezes o mesmo. Aprendi a conviver com este sentimento porque sei que não vou ser eu a mudar o mundo. Posso, no entanto, mudar o mundo para uma pessoa. E esta paciência, é tanto mais essencial quanto opera em nós uma liberdade indispensável.

Continuar...

Testemunho LD por não LD

Passaram 7 meses desde que cheguei a Benguela. Olhando para trás, além da alucinante velocidade a que o tempo está a passar, dou graças por tudo. Por Benguela, pelas pessoas, pelo bairro da Graça, pela minha comunidade. Pelas dúvidas e hesitações, pelos desafios e dificuldades. Pelo GAIVA (Gabinete de Apoio à Inserção na Vida Ativa), projeto que acompanho, que me desafia diariamente, que me retira da minha zona de conforto e que me dá a oportunidade de me alegrar com a força de vontade, resiliência e persistência de muitos jovens que tenho tido a graça de conhecer.

Continuar...

As alegrias de quem vive em missão

Quando soube que ia partir em missão e nos momentos importantes que se seguiram (missa de envio, dia da partida, chegada a São Tomé e Príncipe) sentia uma alegria tão grande, nunca antes sentida e vivida que pensava: “tanta alegria só pode vir de Deus!”. Lembro-me de desejar que este sentimento perdurasse durante todo o ano de missão. Vivia uma alegria da novidade, de me sentir eternamente grata dos planos de Deus serem tão bons para mim.
Esta alegria da descoberta perdurou durante algum tempo, mas a verdade é que há seis meses que descubro, testemunho e vivo diferentes formas de alegrias.

Continuar...

É tempo de renascer

É sexta-feira Santa. Aproxima-se a Hora, o momento para o qual fomos tentando preparar os nossos corações, “morrendo” nas pequenas coisas que nos vão afastando do amor, para renascermos na Páscoa.

Continuar...

A alegria de confiar!

Quando na capela do CREU a madrinha Nídia me anunciava que estava a ser chamada a partir em missão para Benguela um imenso mar de perguntas percorreu a minha cabeça. E, bem antes de eu sequer perguntar ela dizia-me: “Não saberás já que projeto vais acompanhar. Nos próximos dias a Carmo ligar-te-á.”

Continuar...