Testemunhos

Recordo-me dos primeiros tempos em Cuamba...

Como tudo me surpreendia, como as cores dos dias, das plantas, do "capim" eram fortes e vivas como nunca tinha equacionado que pudessem ser e como tudo me parecia ao mesmo tempo tão distante, tão insondável.
Como as distâncias percorridas nas viagens me pareciam sempre tão grandes, como a terra parecia nunca ter fim e como os cheiros e sabores que sentia eram diferentes de tudo o que estava habituada...

Continuar...

"Por São Tomé..."

"Por São Tomé" é o assunto dos e-mails que raramente consigo enviar aos amigos e familiares que estão por outras zonas. Sendo assim, partilharei um pouco da minha experiência como se estivesse a escrever um e-mail, passando à frente a parte inicial e final dos cumprimentos; saudades...

Por São Tomé tenho descoberto um mundo novo, cheio de pessoas generosas, com uma forma de vida que para mim era desconhecida, com uma maneira de pensar diferente que me ajuda a questionar o meu estilo de vida.

Continuar...

"Ó Deus da Vida" ...

"Ó Deus da festa, toma o nosso tempo, toma a nossa alegria, Ó Deus da vida, ó Deus da festa nossa vida, canto e dança, tudo é p'ra ti louvar."
Por vezes dou comigo a pensar se, quando digo que em São Tomé e Príncipe me sinto em casa, se os outros me entendem. A verdade é que ainda só faz três meses, ainda estou a descobrir esta terra e no entanto, sempre que vou pelas ruas, já sinto que faço parte deste povo.

Continuar...

Regressos… / Partidas e Chegadas...

Depois de um mês de férias em Portugal voltei a Moçambique, voltei ao Niassa, voltei a Cuamba. Regressei. E regressar o que é? Ao que sabe? O que se sente?... São várias perguntas de difícil resposta.

Continuar...

Como corre a vida em S. Tomé? “Leve-leve”...

O ritmo em terras Santomenses é bem mais calmo do que nós, que vimos de fora, estamos habituados. É "leve-leve" como se costuma dizer. E é engraçado reparar como desta forma se aproveitam bem mais e melhor as coisas pequenas, mas tão ricas da vida! É de certa maneira invejável.

Continuar...

Notícias de Benguela…

Hoje vim passear à Praia Morena. O Lázaro estava lá em casa quando saí, e fizemos o caminho juntos. Gosto de vir cá, olhar o mar calmo, o Sombreiro de fundo.
Mal chego, os miúdos que estão na praia começam a fazer acrobacias para chamar a atenção. São muitos, e brincam no mar como se lhe pertencessem. Atiram-se, dão cambalhotas, nadam. Saem e tomam um banho de areia, porque toalhas de praia é coisa que aqui não se usa!
Tiro-lhes uma fotografia, e como sempre, isso trá-los perto de mim, fazem mais poses e querem ver o resultado final. Mais umas fotos a pedido, e conversamos um pouco.

Continuar...