Testemunhos

Como poderia?

Para os Leigos para o Desenvolvimento, a partilha e a vida comunitária constituem um pilar do nosso estilo próprio de viver em missão. Não só caracteriza a nossa maneira de estar e viver, como também reflete o modelo de desenvolvimento que promovemos, no qual a coesão social assenta na capacidade de construir «comunidade», valorizando a diferença entre indivíduos, culturas e religiões.

Continuar...

Da aterragem à chegada

Ao passar os olhos pelo que fui escrevendo nos meses antes de partir relembro o que sentia na altura. Relembro a vontade de partir, o desejo de conhecer as pessoas, os lugares, os projetos. Relembro também a curiosidade, a dúvida, o receio, a ansiedade de deixar a casa e a família. Paro, e tomo consciência de onde estou e de como estes sentimentos foram evoluindo.

Continuar...

“Desculpe mamã, acha que me pode alinhavar esta camisola à medida de Cristo?”

Foi-me pedido vir para aqui, para Benguela, em Angola, vestir esta camisola à Sua medida e com marca de água dos Leigos para o Desenvolvimento. Dei por mim com receio que não me servisse, por haver risco de me ficar justa na cintura larga do meu ego ou por ficar larga no colarinho da minha falsa humildade.

Continuar...

Tempo de Passagem

Passar implica movimento, deslocamento, mudança. E que bom que é quando sentimos que a passagem nos aproxima dos outros, nos oferece novas oportunidades de amar e servir.

O primeiro momento de passagem foi vivido como resposta ao convite de Jesus a “embarcar e a ir adiante para a outra margem” (Mt 14, 22), partindo ao Seu encontro para, em tudo, amar e servir.

Continuar...

A beleza da despedida

Tristeza. É a palavra que imediatamente me surge quando penso na despedida que se avizinha. É o sentimento que me assola a uma semana de regressar às origens. Felizmente, não vem só. Muitas são outras as palavras que, com enorme intensidade, me preenchem nesta fase da missão. Gratidão. Nostalgia. Entrega. Partilha. Conforto. Consolo. Felicidade. Divisão. Bênção. Surpresa. Confiança. Paixão. Fidelidade. Paz. Orgulho. Riqueza. Saudade. Amor.

Continuar...

Um novo desporto: um ano ou 365 dias?

A vontade de ser melhor e mais competente é inerente ao Homem. Queremos ser melhores, ou os melhores nuns casos mais egocêntricos, e é assim que, de uma forma ou de outra, as coisas vão avançando. Inventam-se novas coisas, descobrem-se outras, tenta-se, falha-se, acerta-se, enfim… faz-se.

O mundo do desporto não é exceção e ver atletas de renome a quererem ser mais rápidos, saltar mais alto ou marcar mais golos é algo que a sociedade já nos habitou.

Hoje, venho falar-vos de um desporto novo: maratona de estafetas.

Continuar...