Testemunhos

A meio caminho

"A meio caminho? Ainda não chegámos? Falta muito?" Quantas são as vezes que damos voz a esta sequência de perguntas, e impacientemente queremos ver uma bandeira de xadrez ou um destino, onde se concretize o nosso sonho ou as nossas expetativas. E tão saborosos que são esses momentos, ora não fosse já longo e cansativo o trajeto. Mas será que é mesmo assim? É ai que está o verdadeiro sabor? A resposta é um não intuitivo, mas deixem-me explicar segundo o que Ele e a missão me têm mostrado.

Aqui na comunidade da Boa Morte - a comunidade onde eu trabalho - os Leigos para o Desenvolvimento procuram promover o desenvolvimento comunitário, e nesse âmbito inaugurou-se o Centro Informático Comunitário (CIC) no inicio deste ano. Quando relatado desta maneira, num piscar de olhos se desvenda o destino (abertura do CIC), num piscar de olhos se ignorou o sabor desta conquista comunitária, se ignorou o caminho. Ora este espaço começou a ser projetado há 2 anos atrás, numa parceria desde o princípio entre a Associação de Moradores da Boa Morte e os LD. Ao longo dessa senda, muitos destinos foram sendo alcançados e novos pontos de partida criados; desde a garantia de financiamento e do espaço às condições de segurança, da criação da equipa de gestão, reuniões com parceiros e sua capacitação em contexto, passando pelo envolvimento da comunidade quer como formador, quer como formando. Todo este trajeto foi dando sabor a um projeto que é cada vez mais da comunidade. O projeto ainda está a meio caminho e é nessa fase que ele se quer, pois todos os envolvidos sabem para onde querem crescer, motivando-se pelo que já foi alcançado.

Centro Informatico Comunitario Boa Morte

Também eu estou a meio caminho da minha missão (6 meses passaram, 6 meses por passar) e vou saboreando o facto de estar neste momento no meio, onde os destinos de hoje serão os pontos de partida de amanhã. Onde o piscar de olhos é tão lento que procuro observar tudo e especialmente onde ganho consciência do compromisso que é todos os dias no meio de isto tudo procurar o essencial.

Estando no meio da Quaresma, queiram largar destinos e desatinos, prossigamos a meio caminho com calma e serenidade, que lá para o meio vamos encontrar a virtude. Tenho dito.

Tiago Fernandes
São Tomé e Príncipe, 2016-2017