Testemunhos

O máximo da missão

Andrey Markov, um matemático russo do início do século XX enunciou um princípio muito simples mas, no entanto, basilar para muita da evolução da inteligência artificial desde então. Traços largos, diz esse princípio que para tomar uma decisão a determinado momento não precisamos saber todo o histórico mas apenas onde nos encontramos nesse preciso momento. Por outras palavras, podemos dizer que não importa quão bons ou maus fomos até então, devemos sempre buscar o máximo daí em diante.

Deve estar o leitor a interrogar-se o que é que isto tem a ver com o estar em missão. Para mim tem tudo, pois estar em missão é uma tomada de consciência contínua de que nos devemos focar em tudo o que de bom podemos alcançar e não nos deixarmos abater por todos os percalços com que nos vamos deparando. Acima de tudo, também é tomar consciência de que os ritmos e os prazos não são os nossos, mas são os ritmos locais.

Aqui percebo que se estou a começar a organizar uma formação profissional, terei de ter em conta o tempo que os formandos necessitam para juntar dinheiro para a pagar. Se estou a planear uma reunião com os comerciantes das comunidades da roça de Porto Alegre, tenho de contar que eles sozinhos têm de gerir e fazer atendimentos, e até à última da hora não saberão se poderão ter quem os substitua. Se necessito fazer algum trabalho no computador, terei de gerir as 6 horas de electricidade diária que temos disponível.

Assim, naturalmente poderemos deixar-nos abater pelo avançar lento do nosso trabalho, por parecer que estamos sempre a lutar na mesma batalha e não conseguimos passar à próxima. Mas estar em missão é olhar para o máximo que conseguimos obter e são as próprias comunidades locais que nos mostram onde poderemos chegar. Quando nos mostram que querem muito ter formação e vemos que fazem um grande esforço por isso; quando nos perguntam quando será a próxima reunião de comerciantes e esforçam-se por nos dar temas que possam ser tratados em conjunto; quando vejo os monitores locais da formação de informática a darem o melhor de si para podermos satisfazer a procura por esta formação.

Em missão o máximo está naqueles a quem queremos servir durante este tempo. O nosso trabalho é por eles, para eles e, acima de tudo, com eles. Seguindo um provérbio africano muito conhecido, mas igualmente muito verdadeiro: sozinhos vamos mais rápido mas juntos vamos mais longe.

foto tiago veiga testemunho 2

Tiago Veiga
São Tomé e Príncipe, 2016-2017