Testemunhos

Enviados a amar, por amor

Ser missionário é fazer a vontade do Pai de forma contínua e sincera. Parti em missão com a certeza de que Ele me pedia aquilo que a todos pede, de uma forma muito natural e sem pressão: amar. Foi sob este lema que me disponibilizei para estar ao serviço e ser enviado.

Não quis nunca fazer mais do que amar, e efetivar esse amor nos projetos que me estão confiados. Não é fácil, não é imediato. Mas é de entrega e dificuldades que cimentamos a construção do mundo que quero ajudar a construir.

Enviado a Porto Alegre, é aqui que trabalho com o Grupo Comunitário, o Fórum Malanza e a Rádio Comunitária. Amo o que faço em cada um deles e amo as pessoas com quem trabalho. Sou apaixonado pela força de pôr a rádio a funcionar, definir a grelha de programação, cativar e motivar os radialistas. Vivo o amor de me entregar à comunidade, juntamente com todos os grupos e entidades representados no Grupo Comunitário e no Fórum.

Reuniao do Grupo Comunitario de Porto Alegre

Tudo se faz por amor. Amor às pessoas, amor à comunidade, amor à rádio, e amor ao outro. Nas dificuldades não peço para que «chovam» financiamentos que possam comprar falsas felicidades e «desenvolvimento» definhado; peço para nunca deixar de acreditar nestas pessoas, para nunca deixar de amar estas pessoas. Estas e todas aquelas que na minha vida irei continuar a encontrar. Em São Tomé, onde estou, ou onde quer que vá, aquilo que nos é pedido é apenas amar e mais amar.

Leonel Azevedo
São Tomé e Príncipe, 2016-2017